Poesia: Velho Chafariz- Vila Inhomirim-Magé

março 21, 2011 tuckahelena

                                 “Velho Chafariz”-    de Antonio Borges Alfradique- Minhas Rimas–1938

Hontem, éras garboso e frequentado,

Vias em frente o carro imperial,

E o Imperador, risonho, jovial,

Tomava do teu líquido jorrado.

Passam-se os tempos. Tudo foi mudado,

Do Império, fez-se o regime actual,

E o Monarcha contricto, ritual,

Partira barra afora, deportado.

Hoje, como um velho bem cançado,

Faminto, tiritante, esfarrapado,

No mundo tão só, tão triste, infeliz,

Banhado em pranto a suplicar guarida,

Pedindo a Deus que lhe extermine a vida,

Assim te vejo velho chafariz.

                                                                      Obs: de acordo com a ortografia da época

Poesia "Velho chafariz"

Bica do tempo do Império

Entry Filed under: Sem categoria

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to comments via RSS Feed

Páginas

Categorias

Agenda

março 2011
S T Q Q S S D
« out   jun »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

Most Recent Posts

 
%d blogueiros gostam disto: